Seguindo o visual da esportiva ZX-10R, a Kawasaski apresentou nesta quarta-feira (1) a nova Ninja 250 (a marca tirou o “R” da nomenclatura), na Indonésia. O produto chega, à princípio, para o mercado asiático e passou por completa mudança e passa a contar com freios ABS como opcional. Para disputar com a rival Honda CBR 250R, a Kawasaki empregou mudanças importantes na moto, que recebeu novo chassi e teve o motor revisto. Segundo a fabricante, o propulsor bicilíndrico de 249 cm³. Potência e torque ainda não foram divulgados.

O motor possui injeção eletrônica e refrigeração líquida e, de acordo com a empresa, foi totalmente reformulado, ganhando novos pistões e cilindros de alumínio fundido. Seu chassi é do tipo diamante, no qual o motor faz parte da estrutura, e tornou-se mais rígido, afirma a empresa.

As suspensões também foram revistas, com a adoção de novos amortecedores na dianteira. Complementando a sua nova estrutura, a moto ganho pneu traseiro mais largo. Para aumengtar o conforto do piloto, a vibração da moto foi reduzida e uma nova tecnologia de gerenciamento de calor resultou em maior conforto.

Assim como na CBR 250R, o sistema de freios ABS é disponível como opcional. Para combinar com as otimizações mecânicas, a nova Ninja 250 recebeu um visual baseado nas “irmãs maiores” da família: ZX-10R e ZX-14R.

Enquanto o farol dianteiro é similar ao da ZX-10R, as carenagens laterais com pisca integrados lembram a ZX-14R. No Brasil, a marca ainda comercializa a versão antiga do modelo. O G1 entrou em contato com a Kawasaki Brasil para informações sobre a possível chegada da novidade ao país, mas ninguém atendeu ao telefone.

Fonte: GLOBO

Revista Planeta AzulEntretenimento
Seguindo o visual da esportiva ZX-10R, a Kawasaski apresentou nesta quarta-feira (1) a nova Ninja 250 (a marca tirou o 'R' da nomenclatura), na Indonésia. O produto chega, à princípio, para o mercado asiático e passou por completa mudança e passa a contar com freios ABS como opcional. Para...